Investimento em empreendorismo social. Novos Instrumentos. Novos desafios.

Publicação: Expresso
Autor: Alexandre Jardim
Data: 30 Maio 2015

As novas regras europeias e nacionais abrem a porta a um mercado único social. Resta saber qual a viabilidade de tal cenário. Num esfon;o de síntese, poderemos dizer que o empreendedorismo social se traduz em iniciativas através das quais se fornecem bens ou serviços a pessoas vulneráveis, marginalizadas, desfavorecidas ou excluídas, bens e serviços que podem incluir acesso a habitação, a educação e a cuidados de saúde, ajuda às pessoas idosas ou carenciadas, guarda de crianças, acesso ao emprego e a formação e gestão de dependência.

Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.