O poder da prescrição já não é o que era

Publicação: Jornal de Negócios
Autor: Rita Roque de Pinho
Data: 24 Novembro 2016

O poder de escolha de urn medicamento sujeito a receita médica a utilizar por um determinado paciente assenta em larga medida nos atos de prescrição e dispensa. Por esse motivo não surpreende que as medidas orientadas para a racionalização do uso de medicamentos que tern sido adoptadas (em justaposição com a necessidade de reduzir despesas e que as medidas orientadas para a racionalização do uso de medicamentos que tern sido adoptadas (em justaposição com a necessidade de reduzir despesas em saúde), passem sistematicamente pela alteração das regras de prescrição e dispensa de medicamentos.

Com efeito entre 2011 e 2012, assistimos a uma verdadeira reforma da política do medicamento com a introdução de diversas medidas, de que se destaca a prescrição por denominação comum internacional (""DCI"") da substância activa do medicamento e a introdução da prescrição electrónica.

Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.